Todos os anos, junto com as festas de final de ano, vêm a já famosa saidinha de Natal do encarcerados da Justiça. Nela milhares de detentos ganham o direito de passar cerca de duas semanas livres, em tese, para celebração com os familiares e ajudar no processo de ressocialização.

Publicado em Blog